Atualize seu navegador!
Avaliação Inclusiva

Avaliação Inclusiva

A escola inclusiva assegura o respeito a todos, oferece igualdade de oportunidades, reconhece as dificuldades, reforça os pontos positivos e se adapta a diversidade de cada aluno. Vai além da garantia de ingresso e permanência do aluno na sala de aula, pois busca o sucesso de todos.

Rompe com as formas excludentes de avaliação, tendo que ser diferenciada. Se a progressão é diferenciada, a forma de avaliar também terá que ser igualmente diferenciada.

Leva em consideração as variáveis que incidem na aprendizagem, respeitando aos diferentes estilos de aprendizagem e formas diferenciadas de comunicação.

Avaliação é processo e não somente o produto final. O professor não pode preocupar-se somente com os resultados e sim com todo o processo de construção de cada um. Deve olhar o aluno como ser único, comparando “ele com ele mesmo”. Desta forma, irá realizar uma avaliação qualitativa dos aspectos globais do desenvolvimento do aluno. Levando em consideração a participação, o interesse e o empenho do aluno nos projetos de estudos.

O professor deve entender que a promoção não pode ter por parâmetro o geral e sim as competências individuais.

Então, o currículo precisa também ser adaptado em seus objetivos, conteúdos, procedimentos, avaliação e temporalidade, necessários ao atendimento efetivo dos alunos. Precisa ser flexível e aberto.

Não se pode trabalhar somente os conteúdos e sim preocupar-se com o desenvolvimento das habilidades e das competências cognitivas, afetivas e sociais.

Só assim poderemos falar em educação de qualidade. 

                                                                                                                                                                              
                                    Professora Jane Dodde Schuh, Diretora da APAE 

                        Pedagoga formada pela UFRJ
                                    Especialista em Educação Especial